Faça estas 4 perguntas para saber se um candidato realmente é bom

A contratação de um funcionário será mais bem sucedida se o gerente tiver o cuidado de preparar-se adequadamente para entrevistá-lo.

É claro que há perguntas formais que esclarecem a experiência do candidato e seu histórico. Entretanto, o currículo de uma pessoa tanto revela quanto esconde suas reais aptidões. Afinal, é muito difícil avaliar qual foi exatamente a participação dela nas realizações que apresenta como suas.
Essa tarefa pode ter resultados melhores se o gestor preparar um roteiro a ser seguido para avaliar alguns pontos fundamentais a respeito do profissional. A contratação de um funcionário será mais bem sucedida se o gerente tiver o cuidado de preparar-se adequadamente para entrevistá-lo.

 

1. Foque em problemas práticos da sua empresa
Em primeiro lugar, elabore perguntas que simulem problemas reais enfrentados por seu departamento.

Por exemplo, se você é do departamento de vendas, pergunte a ele sobre como elabora a previsão de vendas, onde pega informações sobre o mercado e quais métodos de venda conhece. Evidentemente, pergunte também como ele lidaria com um cliente que deseja cancelar um pedido porque o prazo de entrega foi excedido.

A importância de fazer essas perguntas é ser capaz de avaliar se a pessoa tem a inteligência necessária para trabalhar na empresa e especificamente no departamento.

 

2. Avalie competências complementares

Em segundo lugar, faça perguntas para verificar se o candidato conta com habilidades extras. Observe, por exemplo, se ele além de ser um bom contador, também tem uma boa apresentação e se sabe falar em público. A importância disso é que serão as habilidades extras que farão o indivíduo ser promovido, ou mesmo mudar de área conforme a empresa cresce.

Portanto, no nosso exemplo, você está contratando um contador, mas que pode ser, no futuro, um executivo de vendas com excelentes conhecimentos sobre números do negócio. Você tem sempre de pensar no crescimento da companhia e em como ter profissionais para apoiá-lo.

 

3. Analise situações de tomada de responsabilidade

Em terceiro lugar, pense em como fará para avaliar o quanto o futuro candidato é capaz de aguentar responsabilidades. Afinal, todo mundo diz que quer fazer tarefas realizadoras, mas, quando você as coloca nos ombros de alguns profissionais, eles não aguentam.

Aqui, a dica é: uma pessoa responsável já demonstra isso nesse momento de entrevista. Portanto, procure verificar se o indivíduo assume responsabilidades voluntariamente. Por exemplo, se ele é o síndico do prédio, se atuou em projetos que não tinham a ver com sua área de atuação, mas a empresa em que trabalhava precisava de ajuda, ou se ele faz voluntariado regularmente.

 

4. Verifique o real interesse no sucesso da empresa

Por último, uma questão que exige muita percepção e não é muito fácil de traduzir em perguntas: verifique se o indivíduo deseja apenas o emprego, ou está genuinamente interessado em que a empresa ganhe.

Muitas pessoas desejam trabalhar na sua empresa, mas isso não é o que precisamos. O que realmente estamos procurando são profissionais que estejam interessados na vitória da empresa e, para isso, têm condições e disposição para fazer o que for necessário para que isso ocorra.

Essas são pessoas que têm um grande coração. Quando assistimos a um jogo de futebol, por exemplo, os jogadores que queremos ver são aqueles que lutam pela vitória do time, que correm o campo todo e são incansáveis na determinação até o fim. O mesmo desejamos de nossos profissionais.

Aqui, as perguntas devem observar o quanto o candidato conhece da empresa e de sua história. Se é capaz de descrever por que o que a companhia faz é importante para seus clientes. E como se vê contribuindo com esse cenário.

 

No fundo, é isso que a entrevista deve revelar: se o futuro funcionário é inteligente o bastante para o negócio, se detém habilidades extras para ficar nela por um longo tempo e prosperar, se é capaz de assumir responsabilidades cada vez maiores e, finalmente, se está interessado na vitória da empresa.

Estruture sua entrevista pensando nessas questões e terá maiores chances de acertar na contratação.

Vamos em frente!

 

Autor: Sílvio Celestino

Fonte: Exame.com